quinta-feira, 15 de setembro de 2011

"Acho que o rodo da faxineira-mor está quebrado."

"Certos raivosos só deveriam sair de casa usando coleira e focinheira.Ainda mais se o tipo for membro de torcida organizada."

"Chega de pagar impostos para sustentar quadrilhas.Coloque o seu deputado/senador na parede."

Ralo enorme


"Não seja um tolo.Leia,duvide e pesquise.Não aceite tudo como verdade."

"Ser solidário nos microfones e câmeras não passa de propaganda."

"O ingênuo que anda com os maus sempre está correndo riscos."

"Os crápulas estão por aí,posando de bons moços e salvadores da pátria."

"Navegamos em águas calmas,mas ouço ao longe o barulho das cataratas.Não é para lá que estamos indo?"

Discurso de besta

Lula não foi o primeiro político a utilizar palavras cujo significado ignora. Em 1996, na campanha para a prefeitura de Curitiba, o radialista Carlos Simões cometia frases do gênero “Os problemas de Curitiba precisam ser tratados de forma eqüidistante” ou “A cidade cresce para o sul, o norte, para o leste e para o oeste, de forma colateral”. As pesquisas indicavam o favoritismo de Cassio Taniguchi, mas ele tinha uma explicação para o fracasso anunciado: - A eleição ainda não foi bem encalacrada (sic) pelo povo...

Saia de casa sem ele

Pedro Agora Vais (ex-Turismo) no motel: R$2 mil; empregando a governanta na Câmara, R$ 500 mil. A mulher nas compras com motorista oficial: R$ 400 mil. Nosso dinheiro: não tem preço. CH

Seis por meia dúzia

Apadrinhado de Sarney, Gastão Vieira assumirá Ministério do Turismo.Melhor padrinho que esse só mesmo Don Vito Corleone.

Seguidores

Arquivo do blog