sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Asneiras seriadas

Além de administrador defeituoso, o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi (PDT), rondou a bagaceirice ao declarar seu amor por Dona Dilma, dona da caneta que o mantem no cargo. Nem um boquirroto daqueles que abundam na mesma calçada onde ele tinha banca de jornal, no Rio de Janeiro (e conheceu seu mentor Leonel Brizola, que morava perto), diria algo parecido.
Jornalista Erico Valduga

Haddad fecha acordo e enterra prévias do PT

O mais belo exemplo do partido que fala de boca cheia em democracia.

"Nas grandes cidades o silêncio é uma dádiva."

Falando em vergonha na cara

No Japão civilizado, a vergonha é o pior castigo para uma pessoa e sua família, mais temida do que as penas da lei. Por aqui a vergonha tem andado de óculos escuros.

O Berlusconi tem cara de vibrador usado!

O BerlusCOME! Berluscome todas! E, antes de renunciar, ele vai receber uma comenda. Uma comenda melhor que a encomenda: uma medalha de honra ao meretrício. Por ter transformado a Itália numa zona!  E um leitor me disse que o Berlusconi foi o único que adotou de fato a zona do euro. Comeu todas as gostosas do euro. Agora ele vai ensinar bunga bunga pro povo da melhor idade. Dou aulas de bunga bunga! E a definição definitiva do Berlusconi: um Maluf pornô!
Simão

Placa

Olha a placa num poste em BH:
"Você que bota seu cachorro pra defecar na minha calçada sinta-se ameaçado. Vou te dar uma surra de mangueira". Surra de mangueira? Que primitivo!
Simão

Filosofia na USP

"...Para ficar apenas na minha área, o ensino de Filosofia nas universidades brasileiras – especialmente na USP, este buraco negro acadêmico – é uma triste caricatura, consistindo basicamente de um longo discurso ideológico de esquerda aplicado a um curso incompleto de História da Filosofia, ignorando quase que completamente o período escolástico, que assentou as bases da nossa civilização, que fundou as ciências, que orienta o Direito etc. A essa caricatura de ensino, vem juntar-se agora uma mais triste ainda caricatura de autonomia universitária, expressa nos protestos dos estudantes da USP contra a presença da polícia no interior do campus, atrapalhando-lhes o sagrado direito de estudar em primeira pessoa os efeitos da maconha sobre o sistema nervoso."
Professor Carlos Ramalhete

Eu bebo,sim

Em 1993, o senador Gilberto Miranda (PMDB-AM), grande apreciador de vinhos e dono de invejável adega, criticava o excessivo poder das estatais quando, em aparte, Esperidião Amin (PP-SC) forneceu mais alguns dados que enriqueceram o pronunciamento.
 Miranda agradeceu:
- Vossa Excelência é como vinho Bordeaux: quanto mais velho, melhor!
- Então – respondeu Amin, na bucha – vê se me manda logo uma caixa.

"Lupi deveria falar um pouco menos", diz Vaccarezza

Pois é verdade.O nobre Lupi está mais para Don Juan que qualquer outra coisa.

O jogo foi fraco. E a audiência de Brasil e Gabão, sofrível

Realmente o povo brasileiro não aprecia bons espetáculos...ai!

Seguidores

Arquivo do blog