quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

"Os inscientes aí estão, sustentando o mau gosto."

"Beijem os sapos mocinhas, pois raros são os príncipes."

"Meu reino por uma lata de legumes." (Sopa rala)

"Vivo uma vida de cão." (Lassie)

Eulália explica

"Nunca fui de namorar homens mais velhos, mais abri uma exceção para o meu marido. Meu coração ficou encantado pelo seu maravilhoso hábito de dar presentes milionários."

Não entendo

"Se Jesus morreu por nós, por que também temos que morrer? Coisa sem graça." (Climério)

Fogo do inferno

O diabo deveria para com esta mania de queimar gente no inferno. Em vez disso poderia montar uma carvoaria. Não é um desperdício de  lenha queimar gente por toda a eternidade?

"Eu não sei se minha mãe estudou para ser mãe ou já nasceu assim mesmo." (DHI)

Mãe desalmada

Garotinho: "Mas você é uma mãe desalmada, mesmo. Como é que acorda uma criança de seis anos como eu, pra ir pra escola a esta hora?"
Pedro Bloch
DHI

"Madastra é a mãe de aluguel que dorme com o meu pai."(Adamastor, o peralta)

Fidel

Adoraria ver Fidel usando um instrumento de corda, preferencialmente a forca.
"Quase sempre a empáfia de um sujeito metido é desproporcional à sua riqueza."

Mãe Barbuda

O saudoso ex-prefeito de Curitiba Maurício Fruet, uma figuraça, incorrigível gozador, estava em campanha para deputado federal, em 1986, fazendo dobradinha com Paulo Furiatti (estadual). A caminho de um pequeno distrito de Antônio Olinto (PR), ele avisou a Futiatti para tratar muito bem a “Maria Barbuda”, dona de um bar que controlava uns cem votos, na localidade. Só não avisou que a mulher odiava o apelido. Ao chegar, Furiatti foi caloroso:
- Dona Maria Barbuda! Agora tenho honra de conhecê-la pessoalmente!
Fruet teve 1.300 votos em Antônio Olinto; Furiatti, cem a menos.
CH

Olha aí a piada na manchete do Clic RBS

Durante visita de Dilma, imprensa cubana destaca conquistas do Brasil
Imprensa cubana?
Que imprensa cubana, ó Manuel?

Seguidores

Arquivo do blog