terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

"A soberba de alguns chefinhos é espantosa. Eles pensam que crachá é medalha de ouro olímpica."

"Não aceito mais ser empregado de qualquer um. Peço carta de referência."

"Tem patrão por aí pródigo em elogios, porém avarento nos salários."

"Chefe mal-casado é fogo. Escolheu logo uma perua e o subordinado é quem paga o pato."

"Todos que visitam hospitais são mais felizes."

Sobre europeus, cães e árabes

"Os árabes, que já introduziram no velho continente a excisão do clitóris e a infibulação da vagina, que fecham ruas em Paris e Marselha para orar com o traseiro virado para a lua e o focinho para Meca, estão até mesmo pretendendo expulsar os cães de algumas cidades. É o que dá dar passaporte a brutos. Sentindo-se cidadãos, sentem-se no direito de moldar a vida das cidades a seu modo."
Janer Cristaldo

"Era uma vez no oeste, a chuva."

"Meu pai era baixinho, mas blasfemava como gente grande. Era um tal de porco can e porco dio que não acabava mais.(Eulália)

"Não tenho paciência para ouvir boatos e nem beatos."(Climério)

Gentileza como remédio

Impopular porque impunha sua presença aos paulistas, em 1932, Getúlio Vargas descansava em uma fazenda no interior quando adoeceu. Chamaram um médico local muito respeitado e jeitoso, dr. Adhemar de Barros. O ilustre paciente tomou remédios e adormeceu. Mais tarde, ao despertar, ainda encontrou o dedicado médico à cabeceira:

- Que horas são?... – perguntou Getúlio.

- As horas que o senhor desejar, presidente... – respondeu o médico, gentil.

Ali nascia a amizade que faria do dr. Adhemar o interventor de São Paulo.
CH

Pensando bem

.. ...sem Carnaval, a Bahia acaba antes do fim do mundo, este ano.
CH

Seguidores

Arquivo do blog