quinta-feira, 15 de março de 2012

Enquadramento da literatura

"Para enquadrar nos parâmetros politicamente corretos das esquerdas contemporâneas as literaturas de diferentes épocas, seria necessário queimar não poucas bibliotecas."(Janer Cristaldo)

“Dormem os tolos, enquanto se locupletam os mui nobres vendedores do Condomínio Paraíso.”

“O idiotas fundamentalistas estão mesmo tomando conta do mundo. Se depender deles, dentro de pouco só teremos para ler bulas de remédios."

O grito dos moderninhos

“ Peraí! Burro sim, mas com diploma.”

“Dona Dilma anda chorando seguidamente na troca de ministros. Vai ver anda esfregando cebola nos olhos.”

“Se a vida começa aos quarenta como dizem, me pergunto se não foi um desperdício todo o resto.”

É morcego

Um senador do PMDB definiu a troca de líder do governo na Casa: “Dilma quis fazer um beija-flor, mas acabou produzindo um morcego”.

O lobby dos enforcados

Em 1988, uma comitiva do Ministério da Indústria e Comércio tentava com o governo Saddam Hussein quitar dívidas de US$ 2 bilhões com empresas brasileiras, entre elas a Mendes Júnior. Ressabiado, o deputado da extinta Arena Israel Pinheiro avisou ao ministro Roberto Cardoso Alves:
- O pessoal do Saddam que saber mais do “contrato dos enforcados”.
Pergunta daqui, pergunta dali, “Robertão” matou a charada: Saddam mandou enforcar funcionários iraquianos subornados pelos brasileiros.
CH

Jucá de bem

Romero Jucá ocupa a tribuna do Senado neste início de noite para dizer pela milésima vez que sai da liderança do governo sem mágoas e que irá fazer de tudo para apoiar Eduardo Braga a cumprir sua função. Chegou até a ensaiar o choro. Evidentemente, um discurso para inglês ver. Dilma fingirá que acredita no que ele disse. E Jucá fingirá que acredita no que disse.
Por Lauro Jardim

Adriano pode ir para o Flamengo

O que será que o Flamengo tem contra ele mesmo?

Seguidores

Arquivo do blog