quinta-feira, 29 de março de 2012

Crápulas

"Não dá mesmo pra confiar no capeta. Ele compra almas, mas não paga. Mas do outro lado também há crápulas:  santos homens que vendem terrenos no céu e não entregam!"

" Adriano Imperador está se tornando um cidadão exemplar. Por exemplo: bebe, mas não joga."

Coelhinha

A visita de Dilma aos EUA, dia 9, tem tudo para ser um “não evento”, em meio a ovos de Páscoa e coelhinhos saltitantes. Não terá caráter oficial, porque Barack Obama está em campanha à reeleição.

Comissão da Câmara discute uso de armas não letais nos jogos da Copa

O duro é que a bandidagem não entra nessa negociação. Balas de borrachas contra tiro de fuzil?

O cozinheiro italiano e sua amante

Um cozinheiro italiano radicado nos Estados Unidos estava tendo um caso. Meses depois sua amante disse que  estava grávida. Apavorado, não querendo que sua mulher soubesse, ele pagou para que fosse à Itália e tivesse o bebê lá.
"Mas como vou avisar que o bebê nasceu?" , perguntou ela.

 Ele respondeu: "Basta enviar-me um postal e escreva"spaghetti"na parte traseira. Eu vou cuidar das despesas."


Seis meses se passaram, e então um dia a esposa do italiano ligou para ele no restaurante: "Querido, você recebeu um cartão postal muito estranho da Europa, e eu não entendo o que isso significa." 
- "Espere até eu chegar em casa que explicarei  para você."

Mais tarde naquela noite o homem italiano chegou em casa, leu o cartão postal e caiu no chão fulminado por um ataque cardíaco.

Os paramédicos o levaram  às pressas para o pronto-socorro, mas já era tarde. O médico chefe ficou para trás para consolar a esposa. Ele perguntou se houve  algum abalo emocional que causou a  parada cardíaca. A mulher disse que não, apenas entregou a ele um cartão postal vindo da Itália que dizia:  "Spaghetti, Spaghetti, Spaghetti,Spaghetti - Dois com salsichas e almôndegas, dois sem."


Enquanto isso no paraíso...

No paraíso, ao ver pela primeira vez Eva nuazinha, Adão não se conteve: correu atrás dela cantando Ai se eu te pego! Ai se eu te pego! E foi aí que a cobra pegou Eva.

“Nem o sol do nordeste esquenta os meus cheques.”(Climério)

“Querem saber quem sou? Basta consultar o Serasa para ver que belo currículo eu tenho.” (Climério)

“No trânsito, direção defensiva sempre. Não vejo nenhuma vantagem em estar certo, porém morto ou todo quebrado.”

“Já que os sábios são raros, o povo está mesmo adorando idiotas.”

“ O meu cartão de crédito só serve para tirar tinta de raspadinhas.” (Climério)

“Não, minha mãe nunca foi garota de programa. Mas que baita biscate!” (Eulália)

“Imprensa é oposição. O resto é armazém de secos e molhados.” (Millôr)

O amor é lindo

O senador Gilvam Borges (PMDB-AP) discursava ontem no Senado quando se dirigiu ao colega Valter Pereira (PMDB-MS):
- Senador, com todo o respeito, a solidariedade e o amor que existe entre nós dois... Falo do amor fraterno, não do amor que vossa excelência está imaginando... E concluiu:
- Vou parar com isso, porque quando falamos em amor já somos cerceados.
Renan Calheiros, que presidia a sessão, apenas deu um leve sorriso.
CH

Vidão

A estrutura do Senado, insuficiente aos olhos de Cyro Miranda, tem hoje uma legião de 6 238 servidores contratados para fazer com que não falte nada a cada uma das 81 excelências. O próprio Cyro tem 22 assessores no seu gabinete.
Além do salário de fome, “19 000 reais líquidos”, como diz Cyro, e outras tantas benesses, os senadores têm carrão zero quilômetro para rodar por Brasília, não gastam com moradia, com passagens aéreas e nem com as próprias refeições.Os senadores também têm plano de saúde integral (para ele e seus familiares) para o resto da vida e celular liberado. Tudo para aliviar a dura vida de quem ganha tão mal.
Por Lauro Jardim

R$ 19 mil mensais é troco

O eleitorado de Goiás certamente não deve ter concordado com o drama de Cyro Miranda no Senado. Ontem, durante votação do projeto que acaba com o 14º e 15º salários dos senadores, Cyro lamuriou-se com a suposta falta de estrutura do Senado. Disse o senador:
- Tenho pena daquele que é obrigado a viver com 19 000 reais líquidos com a estrutura que temos aqui.
Cyro chegou ao Senado sem nunca ter passado pelo teste das urnas. Ele é uma contribuição deMarconi Perillo ao Senado. Como suplente do governador goiano, Cyro não recebeu um único voto para sentar na cadeira de senador. Logo, não deve satisfações a nenhum goiano pelas baboseiras que fala. A conta desse episódio é exclusiva de Perillo.
Por Lauro Jardim

“O uso político que Lula faz de seu câncer mostra que quimioterapia não cura cara de pau.”(Guilherme Macalossi)

Seguidores

Arquivo do blog