segunda-feira, 30 de abril de 2012

Provocando um muçulmano

Dois homens de negócios estão sentados em um avião  quando notaram um homem muçulmano sentado na frente deles. Um dos homens diz para o outro com uma piscadela:
-Eu estava indo para ir para África até que eu descobri que metade do país é muçulmano então eu não quero ir para lá.

O outro homem diz:
-Podemos ir à Arábia Saudita?

O primeiro homem diz:
-De jeito nenhum, o lugar é carregado de muçulmanos.

O outro homem sugere uma viagem para os EUA, mas seu companheiro diz:
Os muçulmanos estão espalhados por todo o mundo. Cada vez que me viro topo com um.

Os homens ficam observando o muçulmano que está ficando agitado com a conversa. O sujeito que começou a brincadeira decide levá-lo realmente à loucura e diz: - Eu realmente queria ir para o Paquistão, mas que lugarzinho repleto de muçulmanos!

Neste momento o homem muçulmano perde sua paciência e diz: -
Por que vocês não vão para o inferno? Quase não há muçulmanos por lá!

“Minha musas estão todas no Canal Rural.”

Classificados Brasília

Contrata-se:

Lustrador para cara-de-pau. Tratar no Congresso Nacional com qualquer um.

Especialista em florais calmantes. Tratar pessoalmente com “ela”, mas, por favor, não diga que fui eu.

Técnico em detector de mentiras. Para consertar aparelhos que não funcionam faz mais de 500 anos.

Homens de muita força física e gozando de boa saúde. Para empurrar o PAC e obras da Copa.


Histórias- Sonho comunista

Adhemar de Barros (PSP) estava em campanha para a presidência da República, em 1960, quando tocou num assunto delicado: defendeu a aproximação do Brasil com a União Soviética. Um repórter logo provocou: - O sr. é favorável à legalização do Partido Comunista Brasileiro?
- Claro! Desde que permitam instalar um diretório do PSP em Moscou... Como ninguém entendeu, ele brincou:
- Seria interessante ver a turma gritando em Moscou “Adhemar, Adhemar...”

Maluf ou Lula?

Cada vez estou mais convencido de que Maluf é menos corrupto do que o Lula. Quem viver, verá que estou com a razão.

Ricardo Carvalho 
Recife - PE 

Seguidores

Arquivo do blog