quarta-feira, 16 de maio de 2012

Sentença de morte

Papel em branco aceita tudo. Em Vajota (CE), o candidato a prefeito Gentil Pires (PSB) convenceu um adversário a ser seu vice prometendo renunciar dois anos depois. E entregou a ele um papel em branco com sua assinatura. Eleito, Gentil não cumpriu o trato. E a vingança foi cruel: a Câmara Municipal recebeu uma carta-renúncia, onde ele confessava bater na mulher, beber muito e não se sentir “em condições morais” para o cargo. Destituído, ele reconheceu a sua assinatura, mas não a carta.
 Moral da história: assinar em branco é a sentença de morte amanhã.
CH

A melhor do dia

“Deus me deu a sorte de só ter clientes inocentes”.

Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, advogado de Demóstenes Torres, na Folha deste domingo, debitando na conta da Divina Providência a fila de clientes que, embora inocentes, pagam honorários milionários ao doutor que já defendeu Roseana Sarney, Salvatore Cacciola, José Dirceu e Orlando Silva, fora o resto.
SG

Um verbo por vez

“Nós temos de ter muito orgulho de termos esse foco social”.

Dilma Rousseff, durante a discurseira no comício de lançamento do Programa Brasil Carinhoso, confirmando, com a trinca formada portemoster e termos, que o neurônio solitário só consegue usar um verbo por frase.
SG

Meliante injustiçado

“Vou mostrar aos senadores que um senador da República foi investigado durante meses de forma ilegal”.

Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, advogado de Demóstenes Torres, pronto para requerer a prisão dos investigadores da Polícia Federal que descobriram o que andaram fazendo juntos o senador goiano e o delinquente Carlinhos Cachoeira.

Quando os neurônios de Dilma brigam

1. “Nós sabemos que tem várias coisas que o governo federal tem o poder de fazer no plano federal”
Dilma Rousseff, aos 9:52 do histórico discurso feito na XV Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, tentando mostrar que, aos 16 meses de governo, já descobriu para que serve uma presidente da República.
“É uma questão de um compromisso de estado do meu governo com as crianças de 0 a 6 anos desse país, principalmente as de 0 a 3, porque as de 4 a 5 é obrigação a universalização. Onde qui não é obrigação? Não é obrigação as de 6 a 3”
Dilma Rousseff, antes da primeira vaia, aos 17:48 do mesmo discurso, buscando aplausos ao tentar descrever as crianças etéreas, de idades indefinidas, que frequentarão as creches por enquanto fantasmas de seu governo.
Celso Arnaldo/Augusto Nunes

“Já estou há uma semana sem fazer compras. Acho que vou morrer.” (Eulália)

‘Pedi para o fotógrafo tirar uma foto minha bem bonita. Ele ficou brabo e me mandou embora. ”(Assombração)

“Quero entrar na universidade. Pretendo entrar pela cota dos feios.” (Assombração)

TUTTY VASQUES - FRANÇOIS HOLLANDE QUASE VAI PRO RAIO QUE O PARTA

“Os judeus não comem carne de porco. Ainda não sabemos se os porcos comem judeus.”

Pedindo conselhos ao Rabi

O judeu vem para ver o rabino: "Rabi! Rabi! Eu não sei o que meu filho vai se tornar. Ele não parece estar interessado em nada!”

O rabino escuta o homem de aflito. Finalmente, ele diz: "Quando você vai para casa hoje à noite, coloque um Torá, uma nota de cem dólares, e uma garrafa de uísque sobre a mesa. Observe o que seu filho faz. Se o seu filho pega o Torá, ele vai se tornar um rabino observou. Se o seu filho pegar a nota de cem dólares, ele se tornará um financista bem-sucedido. Se ele pegar a garrafa de uísque, seu filho vai se tornar um vagabundo bêbado. "

O judeu está muito feliz, porque agora ele tem uma maneira de determinar o que seu filho irá fazer com sua vida.

No entanto, uma semana depois, ele retorna para ver o rabino novamente. Desta vez, ele é ainda mais frenético do que antes. Ele lamenta: "Rabi! Rabi! Eu não sei o que vou fazer, eu ainda não sei o que meu filho vai se tornar. Ele chegou em casa, pegou a Torá, ele pegou a nota de cem dólares, e ele pegou a garrafa de uísque. o que significa isso? "

O rabino diz com um olhar triste "Lamento profundamente, mas seu filho vai se tornar um evangelista de televisão."

“Leio para que meus neurônios não deixem de brincar.”

MODERNOS CURRAIS

“Em currais faraônicos ornados de luxo, os tosquiadores aguardam por suas mansas ovelhas. E para lá andam elas felizes, cegas pelo não pensar, sempre prontas para a tosa mensal.”

“O dinheiro e a paixão corrompem muitas virtudes.”

“Amar é... não reparar nas pelanquinhas da mulher amada.”

“Amar é... lavar a louça pra ela na água fria.”

Vamos dar um presente de grego para os gregos?

Presidente da Grécia vai nomear governo provisório
Que tal mandarmos para eles o Lula e o Zé Dirceu? Sacanagem, seria para afundar os gregos de vez.

Paris Hilton vai se lançar como DJ no Brasil

Não bastasse as penosas que temos...

Seguidores

Arquivo do blog