quarta-feira, 20 de junho de 2012

Miniconto- Gotinha

GOTINHA
Verão escaldante. Havia um copo sobre o balcão. Dentro do copo uma gotinha d’água que se achava sem importância. Foi quando apareceu uma joaninha sedenta e fez uso dela e depois lambeu os beiços aliviada. Para uma gotinha, nada é mais triste que findar sem cumprir sua missão. A joaninha fez esta gotinha feliz.

Miniconto- Luz na escuridão

LUZ NA ESCURIDÃO
Havia uma pequena luz na escuridão. E na estrada escura ela aos poucos se aproximava de mim. Oscilava um pouco e vinha, e vinha. Confesso que fiquei com medo, pois ter coragem não é uma de minhas maiores virtudes. De repente ela sumiu. Respirei aliviado. Caminhando com cautela, logo adiante encontrei caído dentro de um enorme buraco um magro homem, com sua bicicleta quebrada e uma lanterna na mão.

"O único partido que me interessa é o rego."(Climério)

"Demóstenes Torres e Cachoeira não foram vistos entrando em nenhum motel."

10 perguntas que todo cristão deveria saber responder

Seguidores

Arquivo do blog