sexta-feira, 31 de agosto de 2012

“Os fins justificam os inícios. E em baile de dentistas banguelas também dançam, pois não é saudável para os negócios espantar futuros pacientes.” (Pafúncio)

“O tempo e a falta de uso estão enferrujando meu parque de diversões.” (Climério)

“Política é a arte de fazer obras com o dinheiro do povo alardeando com se fosse seu.” (Mim)

“Inácio, aquele que ouviu de tudo e nunca soube de nada. Vai ver ele achava que o presidente era o Zé Dirceu. (Limão)

“Não foi Pedro, quem descobriu o Brasil foi Inácio. Mas poderia ter sido Pinóquio.” (Climério)

DA HORA- São Paulo goleia Botafogo por 4 a 0 e se aproxima do PONTO G, digo, G4

GOZETA DE NOTÍCIAS- Planalto vai reduzir a conta de luz na próxima semana. Para poupar, até Dilma irá dormir no escuro, apesar do medo que tem do bicho-papão

JK Rowling construirá casas na árvore ao molde de Hogwarts

São para os filhos. Duvido que ela suba. Tão perto do céu, tão longe do chão. Plum!

Governo prevê aumento de 7,9% para mínimo e projeta R$ 670,95 em 2013

Não é demais? Ficaremos gordinhos e perdulários com essa grana toda.

Autoescola de SP é acusada de fraudar digitais dos alunos para vender a CNH

Nada neste país escapa aos malandros. Não duvido que tenhamos por aí até gente cega com CNH.

João Paulo Cunha desiste de disputar eleição para Prefeitura de Osasco (SP)

Da futura prefeitura para o cárcere. Ó céus, ó vida!

DA HORA- Dilma está melhorando: já escreve bilhetes.

Necrológico de sonho

Ex-deputado federal e ministro aposentado do Superior Tribunal Militar, Flávio Bierrenbach era apenas um garoto de quinze anos de idade quando seu professor de Português determinou a lição do dia: cada aluno deveria imaginar como gostaria que escrevessem seu necrológico. O garoto Flávio foi o único a merecer nota dez, com a seguinte frase:
- Morreu ontem aos 99 anos, vítima de marido ciumento, o ex-presidente da República Flávio Bierrenbach.

Seguidores

Arquivo do blog