domingo, 16 de setembro de 2012

“O ódio e as rugas andam juntos.” (Filosofeno)

“Recordar antigos amores é muito mais saudável que relembrar antigos rancores.” (Mim)

“Saber viver é saborear os bons momentos e refletir na dor.” (Filosofeno)

“Sempre há um lugarzinho pra gente. Mesmo feio, sou o bibelô da terceira idade.” (Assombração)

“Sexo grupal é terapia ou é mesmo suruba?” (Josefina Prestes)

“Sexo seguro é quando você consegue algemar o parceiro na cama? (Josefina Prestes)

“Bondosos crentes, salvai os pastores da rude fome, pagai o dízimo sem atraso.” (Limão)

Olhinho do governador

Costa Rêgo governou Alagoas, nos anos 50, e não dava confiança a ninguém, exceto ao garotinho Renato, filho do amigo e senador Fernandes Lima, que ganhou um olho de vidro após um acidente doméstico. Um dia passou a morar em Maceió uma bela francesinha, por quem Costa Rêgo se apaixonou exercitando seu francês. As visitas a ela eram freqüentes e o falatório ganhava as ruas. Fernandes Lima decidiu advertir o amigo:
- O povo já está falando e isso não fica bem para o senhor.
- Ora, senador, o Renatinho não tem um olho de vidro?...
- Tem...
- Ele tem um olho de vidro porque gosta ou por necessidade? - Por necessidade, é claro – respondeu Fernandes Lima. O governador olhou o amigo fixamente e sentenciou: - Deixe a francesa em paz. Ela é o meu olho de vidro.

Seguidores

Arquivo do blog