quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Secretário-geral da ONU pede fim de ofensivas entre Israel e Palestina

-Quê? Alô! Quem está falando? Não ouço nada, a ligação está ruim. Caiu.

Câmara dos Deputados usa prêmio para exaltar aliados

Nada de novo. Babação é norma costumeira. Fico com as medalhas encontradas em sorvete seco.

Síndrome Zé do Caixão- “Unhas, tenho-as. Para que cortá-las?”

“Tragam-me cães para companhia. Os homens esgotaram minha paciência.” (Pócrates, o filósofo dos pés sujos)

Irmão, orai e depositai. Sem sua verba não dá para ser feliz.

O EXAGERALDO- Comemorem, meninas! David Beckham pode jogar no Botafogo

Virá para jogar ao desfilar?

Sofrimento como álibi

Jorcelino Tolentino da Gama, vice, rompeu com o prefeito de Paranaguá (PI), Avelino Lopes, e decidiu candidatar-se à prefeitura. O prefeito foi à Justiça para impugnar a candidatura, alegando que Jorcelino assumira o cargo. Até apresentou um ofício assinado por ele. Convocado pelo juiz, Jorcelino negou que a assinatura fosse sua:
- Doutor juiz, eu tenho a maior dificuldade de assinar o meu nome. Quando assino, é um sofrimento. E este ano eu não tive esse sofrimento.

“Comprei calcinhas comestíveis. E não é que o velho quase morreu engasgado? Parei.” (Eulália)

“Brasileira não vive sem um bicho. Geralmente o zoológico caseiro começa pelo marido.” (Eulália)

“Somos um povo feliz... e mentiroso também.” (Climério)

“Quando menino fazia coleção da revista Peteca. Festival de bundas, alegria dos olhos.” (Climério)

Amar é... dar um beijão de língua no bem mesmo depois do infeliz ter saboreado um dente de alho.

“Minha fase é ruim. Perdi minha mulher e junto os meus documentos. A mulher já me foi devolvida.” (Climério)

Depois da praia, Tirone pede compreensão da torcida

Motivado pela praia ou pelo campo?

Perder o emprego eleva risco de ataque cardíaco

Depende. Para muitos perder o emprego pode ser a salvação da saúde.

Seguidores

Arquivo do blog