domingo, 16 de junho de 2013

“Rezar emagrece, pois não se reza de boca cheia.” (Limão)

“O sol nasceu para todos. Mas você precisa sair da toca para senti-lo.” (Mim)

“Vendo tanta falta de responsabilidade da parte de tantos, não tenho mais nenhuma dúvida de que o juízo da maioria desceu pra bunda.” (Pafúncio)

“Minha maneira de viver é um protesto.” (Mim)

“Podes crer no que quiseres e que sejas imensamente feliz. Só não te julgues melhor por isso.” (Filosofeno)

Vaiaram Dilma no estádio em Brasília? E por que não também a cambada que estava à sua volta?

“A voz da imprensa livre fere os sensíveis ouvidos dos falsos democratas.” (Filosofeno)

“Dilma é o símbolo humano do apagão.” (Mim)

“Quero ser cremado. Das cinzas? Façam biscoitos.” (Mim)

CORREIO DO CRUCIFIXO- O Vaticano finalmente aprova o uso de guilhotina no biscoito de padres pedófilos

CACHORRO NÃO


Cena contada por Simão Pessoa, no seu “Folclore Político do Amazonas”: um homem chega para votar em Iranduba, na eleição de 2000, seguido por um cão. “Vai embora, Faísca!”, ordena. Mas o cachorro o ignora.
- Deixa de ser intrometido, Faísca! – insiste.
Como o animal não arredava patas, tomou um chute nas costelas. O pobrezinho saiu em disparada, ganindo. O homem explicou suas razões aos demais eleitores, indignados com a agressão:
- Bicho besta, esse Faísca. Eu já disse que aqui a gente pode votar em cachorro, mas cachorro ainda não pode votar...

E vocês não querem que eu ria deste povo miserável: AL: Collor lidera pesquisa ao governo

“Será Deus quem paga as despesas operacionais do inferno? Será que o diabo também tem receitas? (Mim)

“Não louvo santos nem o tal Deus imaginário. Mas aplaudo de pé seres que fazem o bem sem esperar recompensa.” (Filosofeno)

“Os canais de TV aberta continuam incomodando os telespectadores com a diferença de volume de áudio entre programas e intervalos comerciais. Cansei desse abuso, pura falta de respeito. Eu eles não incomodam mais: deixei de assistir programas na TV aberta.” (Limão)

“Pelo papo cabeça dos boleiros crentes, Deus joga, o time ganha. Se perde tem coisa melhor reservada. Infantilidade sem tamanho; primeiro em acreditar neste poderoso virtual, depois crer que até no futebol ele se mete.”

“Meu amante só trabalha com pilhas novas.” (Eulália)

“Meu santo é São Botox. Para ele eu fico de joelhos.” (Eulália)

O RACISTA



O italiano Benito era podre de racista. Empresário bem-sucedido não empregava negros em sua empresa. Não freqüentava lugares que havia negros. Nem roupa preta ele usava. Um dia Benito morreu. Chegou ao céu e foi encaminhado à sala de espera, onde seria entrevistado por São Pedro para encaminhar seu destino final.
Impaciente como ele só, ficou caminhando pra lá e pra cá. Espichou o pescoço e viu lá dentro do paraíso uma sala gigantesca, com uma enorme mesa. Atrás da mesa estavam dois negros conversando. Perguntou à secretária:
- Quem são os negrões atrás daquela mesa?
- O mais jovem é Jesus. O outro parecido com Barack Obama é Deus.
Benito morreu de novo.


"Não faça do seu domingo uma droga. Não exagere em nada, tenha uma segunda-feira feliz." (Mim)

"Felicidade é estar em paz."(Mim)

Seguidores

Arquivo do blog