terça-feira, 20 de agosto de 2013

“Eu e o dinheiro podemos dizer que temos um caso, ou melhor, um amor platônico.”(Mim)

“Nada um dia e come no outro.”(Mim)

“Alguns mortos não merecem orações. Pela maldade que fizeram nesta vida urinar sobre seus sepulcros até seria uma homenagem.”(Pócrates)

“Feliz de quem ainda pode apertar a mão do coveiro.”(Pócrates)

“Sempre chego atrasado. No tempo das lambretas eu andava montado numa cabrita. Posso dizer que não fiz sucesso.” (Climério)

“Quando jovem transei pouco e beijei muito. Tanto que meu apelido na vila era ‘provador de batom’.” (Climério)

“Se o meu presente não recomenda, imagine só o meu passado.” (Climério)

Bêbado, fui dormir com uma pombinha. Passado o porre, lá estava eu nos braços de um dragão. Sai da cama com cheiro de enxofre. Larguei da cachaça. (Climério)

“Medo dos mortos? Ora, soube de um morto matar ou roubar alguém.”(Mim)

“Minha vizinha é uma rosa: pétalas no rosto e espinhos na alma.” (Mim)

“Fui e continuo indo. Aonde? Aonde a vida me levar.” (Pafúncio)

“O dinheiro sempre fugiu de mim. Confesso que sou lento.” (Climério)

“De médico e poeta tenho um pouco. De louco até passo da conta.” (Climério)

“Tive um namorado que era doce. Mas também o que juntava de moscas!” (Josefina Prestes)

“Nada temo além da maldade humana.” (Filosofeno)

“Não importa cair, importa é cair no macio.” (Filosofeno, o filósofo que dorme no capim)

“Pais que desejam impor maridos para suas filhas não deveriam ser chamados de pais, mas de corretores de corpos.”(Mim)

“Devemos nos ater a sonhos possíveis. Sonhos relacionados a talentos naturais não são realizados apenas pela força de vontade. Mas nenhum sonho é impossível quando depende de muito estudo e trabalho.”(Filosofeno)

“A maior mentira que me pregaram foi Deus. Durou trinta anos.”(Mim)

Ouvindo um idiota ao sol escaldante.Não tem preço.

Um homem como Fidel que realizava discursos de quatro horas deixando seu povo sob o sol  devia ter muita merda para dizer. É claro que todos eram obrigados para não sofrer as conseqüências da conhecida delação vermelha. Ninguém bom de cabeça sujeita outros seres à tamanha aberração. A verdade é que para tipos assim sol nos miolos alheios é chuva morna. 

“Meu ácido úrico, meus cristais doloridos, minha casa, minha farmácia.” (Mim)

BEIJOQUEIROS UNIDOS JAMAIS SERÃO VENCIDOS!- Torcedores do Corinthians protestam contra beijo de Emerson em amigo

CORREIO DA GERENTONA MAQUIADA COM URUCUM- Disparada do dólar evidencia falta de estratégia do BC

Seguidores

Arquivo do blog