segunda-feira, 26 de maio de 2014

Miniconto-Desesperados

DESESPERADOS 

Uma multidão corria pelas ruas em pranto. O desespero era visível nos olhos e expressões dos angustiados. Mulheres e homens se jogavam no chão asfáltico raspando os rostos no solo íngreme que causava ferimentos dolorosos. Meninotas e meninotes também faziam parte da turba de tresloucados. Muitos choravam de joelhos. Homens brigavam pelas ruas, cassetetes em punhos, armas brancas e soquetes. Bombas caseiras explodiam. Seria um povo fugindo da guerra? Não! Apenas uma derrota futebolística.

Seguidores

Arquivo do blog