quinta-feira, 12 de junho de 2014

EMPORCALHANDO

Copos plásticos saltam das janelas
Papéis esvoaçantes os seguem
Junto de sacolas sem pai nem mãe
Estou na estrada
Acabou de passar por mim
Um autolixo com rodas
Lotado de ratazanas humanas.

Seguidores

Arquivo do blog