domingo, 8 de junho de 2014

“Estou percebendo que o meu marivelho não vai morrer mesmo. Acho que irei precisar de um amante.” (Eulália)

Seguidores

Arquivo do blog