domingo, 8 de junho de 2014

Tenho 55 anos e me sinto um jovem cheio de projetos. Manter a esperança de dias melhores é energia que corre na veias.

Seguidores

Arquivo do blog